Confira o Destino de Bakugo em My Hero Academia, Explicado

Bakugo começou como o agressor de Deku, incitando-o ao suicídio e ameaçando-o constantemente. Contudo, apesar das intensas reações, Deku nunca se intimida e ainda vê Bakugo como um bom amigo

Animes AC

O anime tem o poder de emocionar os fãs com a ameaça de morte dos seus personagens favoritos. A tensão de ver um personagem querido enfrentando perigos é incomparável, seja contra o mal ou, em alguns casos, o bem. A morte de certos personagens ressoa por anos, como a de Wolfwood em Trigun, que continua a tocar o coração dos fãs muito tempo após sua primeira exibição. A morte em anime, quando bem executada, pode ser uma experiência marcante, desde que seja definitiva. Assim como na vida real, a morte nestas narrativas pode ser profundamente perturbadora.

My Hero Academia é conhecido por suas mortes impactantes. Sir Nighteye e Midnight deixaram uma lacuna significativa tanto para os fãs quanto para o universo da série com suas mortes, apesar de serem personagens de menor destaque na narrativa geral. A série tem evitado a morte de figuras centrais até agora. Personagens que pareciam destinados a morrer, como All-Might, que remete às circunstâncias de Jiraiya em Naruto, continuam vivos na história. Contudo, um dos personagens mais amados da franquia parece ter um destino distinto.

Bakugo representa o lema “vá com tudo ou não vá”

Como rival do protagonista em um anime shonen e seu amigo de infância, Katsuki Bakugo é um personagem desenhado para conquistar o público. Personagens amados pelos fãs já foram salvos da exclusão no passado; Vegeta e Hiei são exemplos notáveis, e a rivalidade frequentemente os torna fascinantes para os espectadores.

Bakugo começou como o agressor de Deku, incitando-o ao suicídio e ameaçando-o constantemente. Contudo, apesar das intensas reações, Deku nunca se intimida e ainda vê Bakugo como um bom amigo. Bakugo contrasta fortemente com Deku, oferecendo ao público algo a que se apegar. Ele é ruidoso, impulsivo e grosseiro, com um Quirk vistoso e uma chip no ombro tão grande que poderia carregar granadas. O fandom decidiu apostar nele, fazendo-o ganhar praticamente todas as enquetes de popularidade no Japão e nos EUA.

Bakugo possui, indubitavelmente, um dos arcos de desenvolvimento mais notáveis no universo shonen. Ele evolui de um prodígio incapaz de aceitar qualquer manifestação de fraqueza para alguém que colabora eficazmente em equipe e se abre para o amigo de infância que antes desprezava. Bakugo apresenta uma perspectiva renovada sobre o perfeccionismo e seu impacto em um jovem.

Sua participação na história é crucial. Ele é, sem dúvida, o segundo personagem mais influente na vida de Deku, depois de All Might. O sequestro de Bakugo e sua atuação no Festival de Esportes, assim como seu estágio e evolução, são essenciais para o desenvolvimento de Deku. A sua batalha para se redimir é considerada uma das mais significativas de toda a série.

Claro, a possibilidade de Bakugo enfrentar situações de vida ou morte era esperada, mas poucos previam sua morte real. No Arco Final de Guerra, Tomura cria um buraco em seu corpo, encerrando sua vida de forma efetiva. O evento é tratado com a gravidade que merece, refletindo o heroísmo e a determinação com que Bakugo se lança na batalha. Sua morte representaria uma perda profunda e emocionante para a série, um desafio imenso para o autor, que conseguiu executar com maestria. No entanto, para um personagem tão essencial e querido quanto Katsuki Bakugo, esse não poderia ser o desfecho final.

A morte de Bakugo nunca iria permanecer sem resposta.

Bakugo possui um nível de proteção narrativa equivalente ao de Deku. Mesmo diante da tristeza e ira genuínas dos personagens que presenciam sua morte, e apesar de seu coração ter sido, segundo Best Jeanist, totalmente aniquilado, ele é milagrosamente salvo. As circunstâncias se tornam ainda mais bizarras quando Edgeshot, um herói que pode tornar seu corpo incrivelmente fino e afiado, emprega sua habilidade suprema, Zenith, para essencialmente suturar o órgão estraçalhado de Bakugo, substituindo seu coração. Embora isso não faça muito sentido e levante várias questões, consegue trazer o explosivo favorito de volta à ação. Notavelmente, nem mesmo essa ferida devastadora o afasta do combate.

Bakugo enfrenta All For One em um combate espetacular, mesmo tendo estado à beira da morte momentos antes. A luta é descrita como épica, uma das mais impressionantes do mangá, repleta de drama e momentos marcantes dos personagens. No entanto, isso faz com que a morte de Bakugo pareça quase sem propósito. Sua recuperação rápida e a falta de rejeição do corpo a Edgeshot sugerem que sua morte não passou de um artifício para chocar os leitores. A decisão de matar Bakugo é extremamente arriscada, considerando que ele é um personagem tão querido que alguns fãs poderiam deixar de acompanhar o mangá em protesto à sua morte. Por isso, apesar do choque inicial, a ressurreição de Bakugo era algo previsível para os conhecedores do gênero anime.

O destino de Bakugo foi traçado e questionado simultaneamente. Ele poderia facilmente ter encontrado seu fim; isso poderia ter sido um dos momentos mais trágicos da série, tornando-se um fardo que Deku carregaria pelo resto da vida. Poderia ter sido o tipo de evento moral que escureceria a narrativa ao nível de “Attack on Titan”. No entanto, “My Hero Academia” não é sobre isso. A esperança é um dos pilares centrais da trama e um tema chave da franquia; encontrar esperança nas situações mais desesperadoras é o que define os verdadeiros heróis da história. Bakugo representa essa esperança, não apenas para os personagens dentro do universo, mas também para o público que acompanha a evolução da trama.

Narrativamente, não é satisfatório eliminar um personagem como Bakugo apenas para revivê-lo rapidamente. Isso se torna apenas um elemento de choque que, no fim, tem pouco significado além da morte de um personagem secundário, que embora menos importante para o público, serve para reforçar a mensagem central da narrativa. A morte de Bakugo representaria a perda da esperança para Deku e os demais. Seria uma perda da qual a história dificilmente se recuperaria; qualquer triunfo sobre os vilões após isso teria um preço demasiado alto. Tal evento comprometeria a essência da série – a busca e a manutenção da esperança, custe o que custar. Bakugo é destinado a ser o alicerce da trama, mantendo a narrativa viva. Sua morte e subsequente retorno simbolizam o que All Might sempre representou: a esperança e a paz.

Share This Article
Sair da versão mobile